Muitas mulheres desejam fazer a mamoplastia, cirurgia plástica nos seios. Desde seu incremento no Brasil, nos anos 1990, a mamoplastia de aumento com prótese de silicone, vem sendo uma das cirurgias mais feitas e mais desejadas da mulher brasileira. No entanto, muitas ainda hesitam e têm dúvidas sobre o procedimento.

Várias dessas dúvidas dizem respeito à amamentação. É possível amamentar tendo feito o implante de prótese de silicone? É melhor fazer mamoplastia antes ou depois de engravidar?

Se você tem essas dúvidas e ainda está indecisa sobre fazer ou não a mamoplastia, confira as respostas para suas questões abaixo!

A prótese de silicone atrapalha na amamentação?

A prótese de silicone é feita com um gel coeso que é revestido por outra cápsula de silicone. Portanto, não vaza nem escorre. Quando essa prótese é implantada corretamente, por um cirurgião habilidoso e experiente, ela fica atrás da glândula mamária ou do músculo peitoral. Portanto, a resposta é não: a prótese de silicone não interfere em nada no aleitamento.

Por isso, não há época certa para fazer a mamoplastia de aumento. Por motivos de maturidade – tanto física quanto psicológica –, o recomendado é que a paciente esteja próxima dos 18 anos de idade.

É necessário trocar a prótese de silicone depois da gestação?

Durante a gestação, por causa da produção do leite materno, os seios crescem. Durante a amamentação, os seios “esvaziam” e, quando deixam de amamentar, muitas mulheres percebem que seus seios ficaram flácidos, mais caídos. Isso acontece com qualquer gestante, não só com as que têm prótese de silicone.

Nesse caso, é possível realizar uma mastopexia, que é a cirurgia para corrigir o excesso de pele e flacidez dos seios. Algumas mulheres aproveitam a oportunidade para aumentar o tamanho da prótese, se assim desejarem.

E quanto à mamoplastia redutora?

No caso da mamoplastia redutora, feita para diminuir o tamanho dos seios, a história é outra: a cirurgia de redução pode diminuir a quantidade de leite. Algumas técnicas prejudicam menos o aleitamento, mas sempre há riscos de diminuir o volume lácteo porque a diminuição glandular é comum nesse procedimento.

Porém, não podemos dizer que mulheres jovens, que ainda não foram mães e planejam ser, não devem fazer a mamoplastia redutora. Digamos que uma menina tem um crescimento anormal de mama e isso causa uma série de problemas – dores, desvio na coluna, postura viciada etc. Nesse caso, é recomendado que ela faça a mamoplastia redutora, mesmo que isso possa vir a afetar a amamentação. Os riscos de não fazer a cirurgia são maiores do que os riscos de fazê-la.

No entanto, caso o tamanho dos seios não esteja apresentando problemas , o ideal é que seja realizada apenas após a gestação, para não atrapalhar a amamentação e  para melhorar as alterações estéticas que podem vir após a amamentação.

Depois da gestação, quando é possível realizar a cirurgia?

Tanto a mamoplastia de aumento quanto a redutora devem ser realizadas algum tempo depois da gestação. Geralmente, quatro meses após o término da amamentação já é ideal. O corpo precisa desse tempo para que os hormônios da gravidez e da lactação voltem aos níveis normais. A paciente também precisa estar em boa saúde e ter certeza de que terá o apoio necessário para ficar de repouso o tempo que for preciso.

Ou seja, a mamoplastia de aumento não prejudicará na amamentação. Por isso, se você deseja fazer essa cirurgia, o primeiro passo é procurar um médico de confiança, com experiência, que seja qualificado para fazer a cirurgia do jeito certo. Pesquise, peça indicações, converse com ex-pacientes dos cirurgiões que você conhece. Na hora da consulta, tire todas as suas dúvidas.

Um bom cirurgião plástico oferece assistência antes e depois da cirurgia, não apenas durante o procedimento. Ele dirá qual é o melhor procedimento a ser feito, no seu caso; ajudará a decidir o momento certo de passar pela cirurgia; e também auxiliará nos cuidados pós-cirúrgicos, quando você precisará seguir suas indicações à risca para ter uma boa cicatrização e exibir resultados excelentes.

 

Se quiser saber mais sobre mamoplastia de aumento com prótese de silicone, venha conhecer o site do Dr. Garabet!

 

Se interessou por um implante de mama?
Confira outras condições que você precisa saber antes de optar pela cirurgia!