Popularizada por personalidades como Victoria Beckham, Kim Kardashian e Megan Fox, a bichectomia tem se tornado um procedimento cirúrgico cada vez mais buscado também pelas mulheres brasileiras.

Embora seja cada vez mais conhecida, a cirurgia que diminui as bochechas ainda provoca uma série de dúvidas. Afinal, é arriscada? Qualquer mulher pode fazer? Como é o pós-operatório? Pensando nisso, preparamos uma lista com as perguntas mais comuns sobre o assunto. Acompanhe a leitura!

Afinal, o que é a bichectomia?

A bichectomia nada mais é do que uma cirurgia plástica estética cujo objetivo é a extração das bolas de Bichat, estruturas gordurosas que não podem ter seu tamanho diminuído por meio de exercícios físicos ou dieta.

Situadas entre a mandíbula e a maçã do rosto, as bolas de Bichat, quando muito desenvolvidas, deixam o rosto arredondado e dão a impressão de excesso de peso, o que pode acabar incomodando algumas mulheres.

Quais são as indicações e contra-indicações da bichectomia?

Por se tratar de um procedimento realizado na maior parte dos casos por questões estéticas, a bichectomia é indicada para mulheres que se incomodam com as bochechas salientes ou o formato mais arredondado do rosto e gostariam de deixá-lo com um aspecto mais alongado.

Portanto, o procedimento é contra-indicado para pacientes com o rosto excessivamente magro, grávidas e ou portadoras de enfermidades cardiovasculares, no fígado, ou rins, bem como as que tenham recebido radioterapia na região.

No entanto, antes de tomar a decisão final, é importante conversar bastante com um cirurgião plástico da sua confiança para que ele possa avaliar se esse é o procedimento mais adequado para o seu caso.

Como é realizado o procedimento?

Para a extração das bolas de Bichat, o cirurgião plástico utiliza anestesia local com sedação ou geral e faz uma pequena incisão, de no máximo 2 centímetros, na parte interna da cavidade bucal. Portanto, não há qualquer tipo de corte externo ou cicatriz.

Após  a extração, o fechamento do corte é feito com fios absorvíveis, que não precisam ser retirados posteriormente. A cirurgia dura entre 30 minutos a 1 hora e a paciente volta para casa no mesmo dia.

E o processo de recuperação, é demorado?

Não. É importante seguir atentamente todas as recomendações do seu cirurgião plástico no pós-operatório. Em geral, nas primeiras 48 horas após o procedimento, a paciente deve ingerir apenas alimentos pastosos, frios ou mornos e evitar falar ou fazer muito esforço com a mandíbula.

O médico também deve prescrever antibióticos e recomendar gargarejos com um antisséptico bucal. Evitar tomar sol e comer alimentos cítricos durante uma semana e fazer atividades físicas de grande esforço por pelo menos três dias também são cuidados importantes no pós-operatório.

Em quanto tempo posso ver os resultados?

Em geral, os primeiros resultados da cirurgia podem ser percebidos imediatamente após o procedimento, mas serão melhor observados em poucos dias, quando houver a diminuição do inchaço do local.

Pacientes com excesso peso podem ter um afinamento mais discreto no rosto, razão pela qual é importante conversar com o cirurgião plástico sobre suas reais expectativas antes da realização do procedimento.

A bichectomia é um procedimento arriscado?

Embora a bichectomia seja bastante segura, qualquer procedimento cirúrgico envolve algum grau de risco. No entanto, as raras complicações decorrentes da cirurgia estão geralmente ligadas à pouca familiaridade do profissional com a técnica.

Nesses casos, a bichectomia pode causar algum tipo de lesão nos nervos da face, prejudicando os movimentos da região, ou ainda no ducto parotídeo, responsável por fazer o transporte da saliva na cavidade bucal.

Por isso, ao escolher um cirurgião plástico para realizar o procedimento, certifique-se de que ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e  dê preferência à profissionais experientes, que disponham de infraestrutura completa para a realização da técnica, que exige um local com total suporte para eventuais emergências.

Quando bem indicada, a bichectomia é uma alternativa interessante e segura para mulheres que se sentem incomodadas com o formato do rosto e oferece excelentes resultados se realizada por cirurgiões plásticos familiarizados com a técnica.

E então, gostou de entender melhor os riscos, indicações e resultados da bichectomia? Então que tal aproveitar para ler agora o post “Mude seu corpo em 2019” e conhecer as principais tendências em estética para esse ano?