Também conhecida como lifting de mama ou Mamoplastia, a Mastopexia corrige os seios flácidos e caídos, devolvendo- lhes a firmeza .Para que isso aconteça é necessário  retirar o excesso de pele e associar ou não a inclusão de próteses de mamas, desta forma as mamas ficam mais levantadas ,mais consistentes e com tamanhos e formas mais simétricas.

As causas para a ptose (queda) mamária em geral estão relacionadas com o avançar dos anos , por ação da  gravidade e pela substituição do tecido glandular pelo tecido gorduroso. Outras causas como genética, gravidez, amamentação, mudanças hormonais e também ganho e perda de peso em curto período de tempo contribuem para o surgimento das imperfeições nas mamas.

Como ela é realizada?

A paciente é internada em um centro cirúrgico onde receberá a anestesia, que pode ser  geral, peridural ou local com sedação dependendo do caso. Há diversas técnicas cirúrgicas, mas basicamente é retirado o excesso de pele e há um reposicionamento do tecido mamário. Dependendo do caso, o cirurgião retira gorduras e glândulas visando dar um bom formato estético.

A cirurgia dura em média de duas a quatro horas e pode ser realizada junto com o implante de silicone, sendo indicado para devolver firmeza e sustentação por terem o tecido mamário atrofiado com excesso de pele, ou para aquelas que desejam aumentar os seios.

O período pós cirúrgico é, em geral, indolor, e a paciente pode voltar para casa após 12 ou 24 horas de internação. O resultado definitivo pode ser observado entre o 3º e 4º mês, enquanto  a estética desejada já pode ser observada quase que inteiramente no fim do primeiro mês.

Efeitos colaterais da cirurgia

É importante conversar com o cirurgião sobre a cicatriz que ficará após a cirurgia. Algumas pacientes apresentam a tendência natural a ter uma cicatrização hipertrófica ou queloides, no entanto, existem opções de prevenção e tratamento para elas.

O período de cicatrização passará por diversas fases, sendo que no primeiro mês a cicatriz fica pouco visível. A partir do segundo mês haverá um espessamento dela e uma mudança na tonalidade da cor, que vai clareando ao longo dos onze meses seguintes. E, por fim, após um ano, a cicatriz fica mais clara e passa a ter o aspecto definitivo.

As complicações da Mastopexia são raras, mas há casos de hematomas, seromas (acúmulo de líquido), infecções, necrose, deiscência de pontos, descoloração da pele e inchaço. Na maioria dos casos, a intervenção médica resolvem os problemas.

Cuidados no pré-operatório

  • Além dos exames tradicionais para qualquer tipo de cirurgia, durante o período pré-operatório serão realizados exames de ultrassom e mamografia, visando detectar qualquer tipo de alteração nos seios.
  • O paciente deve suspender o consumo de cigarro e álcool nas duas semanas anteriores a cirurgia.
  • Não tomar medicamentos a base de ácido acetil-salicílio, nem com efeitos anticoagulantes ou emagrecedores.
  • Ficar em jejum absoluto nas oito horas antecedentes a cirurgia.
  • Não utilizar nenhum tipo de maquiagem no dia.
  • Ter um acompanhante para a alta.

Cuidados no pós-operatório 

  • Durante o período posterior a cirurgia, serão colocados curativos sobre as incisões.
  • Dependendo do caso, um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele visando retirar excesso de fluidos que podem se acumular após o período cirúrgico.
  • Utilização de um sutiã de sustentação durante um mês.
  • Ficar em repouso durante 10 dias e só após este período voltar a trabalhar.
  • Não movimentar os braços acima dos ombros por 30 dias.
  • Evitar tomar sol e fazer exercícios que interferem nas mamas por um período de 90 dias.
  • Não dirigir por trinta dias
  • Evitar banhos quentes.
  • Manter a área operada limpa e seca.
  • Fazer refeições leves, de fácil digestão e ricas em proteínas.

Contraindicações

A mastopexia não é indicada para mulheres em fase de amamentação, pois as mamas encontram-se intumescidas e os hormônios não estão normalizados. Esta cirurgia não altera a capacidade de amamentação. Ou seja, se há um desejo de gravidez, a mastopexia deve ser adiada.

Doenças autoimunes, diabetes, hipertensão arterial  e outras devem ser avaliadas antes da cirurgia.

Conclusão

A mastopexia é indicada para mulheres que estejam insatisfeitas com a estética dos seios, resultando em baixa autoestima e, por consequência, interferindo em sua qualidade de vida. Após a cirurgia, os seios ficarão mais harmoniosos e mais firmes, retornando a posição alta e natural, contribuindo para a auto-estima e auto-confiança.

Caso tenha interesse em realizar a mastopexia, marque a sua consulta com o Dr.Garabet Karabachian Neto através do nosso site. Especialista em Cirurgia Plástica, possui mais de 25 anos de experiência na área, além de ser titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, e membro da International Society of Aesthetic Plastic Surgery.