O envelhecimento da pele é algo que preocupa a maioria das pessoas. Com o tempo, nossa pele vai perdendo a elasticidade e a rigidez, tornando-se mais fina, mais flácida e deixando rugas e marcas de expressão mais evidentes.

Uma dessas marcas de expressão é o bigode chinês. Ele está entre as que mais trazem incômodos: por ser tão perto da boca e tão evidente, essa marca deixa a aparência bem mais envelhecida.

Mas é possível utilizar vários métodos para cuidar do bigode chinês de acordo com a sua idade. Continue sua leitura e descubra como!

O que é o bigode chinês?

O bigode chinês é o nome popular dado aos sulcos que se formam na lateral da boca, partindo do nariz. É uma marca de expressão comum causada pelos movimentos dos músculos faciais quando falamos, sorrimos, gritamos etc.

Com o passar do tempo, a pele vai perdendo sua rigidez, deixando a aparência do bigode chinês ainda mais profunda. Mas sua profundidade também pode ser influenciada por outros aspectos, como a diminuição de fibras musculares e da quantidade de tecido gorduroso, a atrofia óssea, posição na hora de dormir e mesmo a mania de fazer caretas, por exemplo.

Por isso, algumas pessoas podem ter essas marcas ainda muito jovens, enquanto outras só adquirem o bigode chinês quando já estão com 40 ou 50 anos.

E como essas marcas de envelhecimento da pele aparecem em momentos diferentes para cada um, não existe uma idade certa para começar a cuidar delas. O ideal é ficar sempre de olho na sua pele para saber do que ela precisa no momento.

Como diminuir o bigode chinês?

O bigode chinês costuma começar a aparecer entre os 20 e os 30 anos, em forma de uma linha muito fina, que fica aparente logo depois de movimentarmos o músculo facial.

Mas não é preciso correr para a clínica de cirurgia plástica nesse momento: existem outras formas de cuidar das linhas de expressão, de acordo com a sua idade. Confira:

Dos 20 aos 30 anos

Como as marcas de expressão costumam ser pouco evidentes nessa época, o ideal é utilizar cremes específicos para seu tipo de pele e que tenham substâncias e princípios ativos que retardem o envelhecimento da pele: adpofil, exsynutriment e ácido hialurônico, por exemplo, são bons ingredientes para procurar em cosméticos nessa época.

Além disso, ter uma rotina de cuidados com a pele que envolva uma boa limpeza, esfoliação e hidratação é uma das melhores formas de manter a pele jovem, hidratada e elástica por mais tempo.

30 a 40 anos

Nessa idade, as rugas e marcas de expressão começam a ficar mais evidentes. A rotina de cuidados com a pele, incluindo produtos que favoreçam o rejuvenescimento, ainda é necessária e deve ser acompanhada de uma dieta saudável e uso de filtro solar para garantir a saúde da sua pele.

Alguns tratamentos estéticos podem ser introduzidos, como o peeling, a aplicação de toxina botulínica e o preenchimento com ácido hialurônico.

40 a 50 anos

Nessa faixa etária, os tratamentos estéticos passam a ser a melhor alternativa para amenizar a aparência do bigode chinês. Consultar um cirurgião plástico ou um dermatologista,que são profissionais autorizados a fazer procedimentos estéticos, é o primeiro passo para ter uma pele mais jovem.

O principal tratamento para atenuar o bigode Chinês é a aplicação de ácido hialurônico nas camadas mais profundas da pele, preenchendo os espaços irregulares, deixando a pele mais lisa,firme e viçosa.

Em todo caso, é preciso primeiro se consultar com um profissional para que ele diga o que é melhor para a sua pele.

Conversar com um profissional qualificado é o primeiro passo para saber o que é mais adequado para a sua idade e seu tipo de pele.

Ficou interessado e quer saber como pode tratar o bigode chinês da melhor forma possível para a sua pele? Entre em contato e agende sua consulta com o Dr. Garabet!