A  “harmonização facial” é um termo que tem ganhado a atenção dos brasileiros nos últimos tempos. Mas, você sabe exatamente o que é isso? Confira neste artigo tudo sobre essa solução estética — o que é, para quem é indicada, quais os procedimentos envolvidos, resultados, cuidados, pós-operatório, dentre outras informações. Acompanhe!

Harmonização facial: o que é e para que serve? 

A harmonização facial é uma técnica não cirúrgica, voltada a quem deseja promover a harmonização e o equilíbrio dos elementos e das estruturas da face, bem como aos que desejam traços mais definidos para o rosto. Ela é realizada por meio de uma série de procedimentos selecionados a partir de uma análise facial do paciente.

Ou seja, o termo refere-se a aplicação de um conjunto de tratamentos faciais, minimamente invasivos, criado para suprir as necessidades, as insatisfações e as expectativas de quem se submete a ele.

Vale salientar que esse conjunto de tratamentos é elaborado de forma particular para cada paciente. O nariz, a boca, os olhos, as maçãs do rosto, o queixo e a mandíbula são alguns dos elementos faciais que podem ser trabalhados para melhorar, de uma forma geral, a harmonia do rosto. A escolha de “onde mexer” acontece através de uma verificação das proporções faciais do paciente — tanto vertical, quanto horizontalmente. Assim, o médico é capaz de identificar as pontos faciais que se encontram em desarmonia, e promover o alinhamento e correção dos ângulos da face.

Pode-se trabalhar, por exemplo:

  • No nariz: a elevação ou rebaixamento da ponta, bem como o alinhamento do dorso;
  • Nos lábios: o alongamento ou aumento do volume;
  • Na área dos olhos: a elevação dos supercílios (sobrancelhas);
  • Nas maçãs do rosto: a definição ou o aumento das projeções;
  • No queixo: o aumento da largura, altura ou da projeção;
  • Na mandíbula: o alongamento e a definição.

Vale destacar, ainda, que, além de indicada a quem deseja mais equilíbrio e harmonia para o rosto e a quem quer valorizar seus traços naturais, a harmonização facial também funciona para quem deseja amenizar os efeitos da ação do tempo na aparência —  é o caso, por exemplo, do surgimento das rugas e da flacidez, bem como da perda do volume facial.

Os procedimentos que compõem a solução estética 

Como mencionamos acima, a harmonização facial é a aplicação de uma série de tratamentos faciais voltados a suprir as necessidades, insatisfações e expectativas de cada paciente. Mas, você sabe quais são esses tratamentos? Confira os principais a seguir!

Estão entre os principais procedimentos que compõem a harmonização facial:

1) O uso da toxina botulínica

Dentre as principais funções da toxina botulínica na harmonização facial, está o levantamento ou a correção dos ângulos das sobrancelhas. Todavia, a substância também funciona para amenizar as linhas de expressão do rosto, ocasionadas por conta da ação do tempo — é o caso dos populares “pés de galinha”, por exemplo, que são aquelas rugas ao redor dos olhos; das linhas ao redor da boca e das rugas na testa.

Para alcançar tais efeitos, a toxina botulínica é injetada em músculos específicos da face do paciente, por meio de uma agulha bem fina, agindo no enfraquecimento apenas dos músculos produtores de rugas — preservando, assim, as expressões faciais de quem se submete a esse processo.

2) O preenchimento com ácido hialurônico

A aplicação no rosto de substâncias preenchedoras, como o ácido hialurônico, funciona para aumentar os volumes faciais, ou para repor o volume facial que foi perdido com o tempo. Desta forma, é possível, por exemplo, obter um melhor contorno do rosto; aumentar lábios finos; corrigir assimetrias; nivelar sulcos, como o bigode chinês e as olheiras profundas; eliminar ou suavizar rugas; e, até, melhorar a aparência de cicatrizes.

Vale atentar, aqui, para a existência de um método inovador na aplicação do ácido hialurônico: o conhecido como MD Codes  abreviação para a expressão “Medical Codes” (Códigos Médicos). Esse método, por sua vez, consiste na aplicação do ácido em pontos específicos de cada região do rosto do paciente, o que resulta na potencialização dos efeitos desejados em algumas áreas faciais.

Para saber mais detalhes sobre esse procedimento, confira as vantagens e contraindicações do MD Codes na harmonização facial!!

3) A aplicação do Silhouette

A chamada Sutura Silhouette é um fio com efeito tensor imediato, produzido com ácido polilático, que, através de uma agulha fina, é inserido entre a pele e a camada de gordura do rosto — em áreas como no contorno facial, na mandíbula, nas bochechas, nas maçãs do rosto, nas sobrancelhas e no pescoço.

O fio de efeito tensor é utilizado para estimular a formação de colágeno no organismo. Ele também é capaz de redefinir os contornos do rosto, recuperar os volumes que foram perdidos e, ainda, reduzir a flacidez e as rugas faciais. Com o tempo, a Sutura Silhouette é totalmente absorvida pelo organismo.

4) O microagulhamento

Também conhecido como Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), o  microagulhamento funciona para promover a produção de colágeno no organismo e, também, para estimular a regeneração celular e dar à pele mais firmeza. A técnica é realizada por meio da introdução de microagulhas na pele que, aderidas a um rolo, fazem com que o corpo inicie um processo de cicatrização. Ela ainda possui a capacidade de suavizar as manchas, bem como as cicatrizes e os poros abertos; e melhorar a textura, luminosidade e elasticidade da pele.

Durante o microagulhamento também pode-se fazer a aplicação tanto de ácido hialurônico, quanto vitaminas, sais minerais e demais produtos (conforme a necessidade do paciente) — essa prática potencializa os resultados do procedimento.

5) A aplicação do Sculptra

Conhecido, também, como Ácido Poli-L-Lático, o Sculptra é uma substância injetável (em camadas profundas da pele) que tem a capacidade de estimular a produção de fibras de colágeno no organismo. Ou seja, a substância, que age de dentro para fora, contribui para suavizar os sinais de envelhecimento e melhorar a flacidez cutânea do paciente.

6) A inserção de fios de sustentação PDO

Através dos fios de sustentação PDO é possível promover o reposicionamento e a sustentação dos tecidos da face e do pescoço — consequentemente, essa prática ajuda na harmonização facial do paciente. Nesse procedimento, são inseridos (por meio de uma agulha) fios compostos pelo chamado Polidioxanona (PDO) em pontos específicos do rosto — esses fios também são absorvidos de forma gradativa pelo organismo.

Os fios de sustentação PDO são ideais para quem deseja eliminar ou suavizar o bigode chinês, levantar as maçãs do rosto, recuperar o contorno natural da face e pescoço, bem como recuperar a firmeza e o aspecto liso da pele e, ainda, diminuir a indesejada e popular “papada” — que é aquela sobra de pele que fica localizada logo abaixo do queixo.

7) A aplicação do Radiesse

O Radiesse é um gel bioestimulador, composto por microesferas de Hidroxiapatita de Cálcio, que ativa a produção de colágeno no organismo. A substância é usada, especialmente, para recuperar o volume e os contornos naturais da face do paciente, visto que ela pode ser injetada em regiões que necessitam, justamente, de volume — como as bochechas, o queixo, a mandíbula e as têmporas, por exemplo.

O gel bioestimulador também é usado para o preenchimento de rugas e de marcas de expressão e para promover a sustentação da pele do rosto, melhorando a flacidez no local.

8) O peeling

O peeling é um procedimento que usa substâncias ácidas ou abrasivas para promover uma descamação leve da camada mais externa da pele. A intenção, com isso, é estimular a renovação dos tecidos para suavizar as linhas de expressão. Através da técnica também é possível deixar o rosto em um tom mais uniforme. 

9) A rinomodelação 

Também chamada de bioplastia nasal, a rinomodelação é uma técnica de preenchimento nasal que faz uso de substâncias como o ácido hialurônico e o hidroxiapatita de cálcio. O objetivo desse procedimento é, justamente, corrigir as imperfeições do contorno nasal do paciente. 

Mas, é possível ver os resultados da harmonização facial imediatamente? 

Por meio de uma combinação dos procedimentos citados acima (que acontecerá conforme as necessidades e expectativas de cada pessoa), o paciente pode ter — como já dissemos por aqui— as suas características naturais realçadas, bem como um maior equilíbrio entre o volume, o formato e o ângulo de todas as partes e elementos do rosto.

Em geral, as primeiras mudanças já aparecem imediatamente após feita a harmonização facial. Mas, o resultado final nesses casos — assim como na maioria dos procedimentos estéticos — só poderá ser observado, de fato, depois que o inchaço das áreas trabalhadas ceder. Via de regra, isso demora em torno de 15 a 30 dias após a realização dos procedimentos de harmonização. Passado esse período de um mês, o rosto do paciente é avaliado e, caso necessário, passa por eventuais retoques.

É importante, entretanto, que o paciente esteja ciente de que os resultados da harmonização facial não costumam ser definitivos. Ou seja, para mantê-los em dia, é preciso refazer os procedimentos de tempos em tempos, conforme indicação médica. No caso da toxina botulínica, por exemplo, a duração dos resultados é de cerca de quatro a seis meses; já os preenchedores como o ácido hialurônico, por sua vez, possuem duração entre 12 e 18 meses.

Vale lembrar, ainda, que a harmonização facial é composta por tratamentos minimamente invasivos e não cirúrgicos, bem por isso, costuma proporcionar a quem se submete a ela uma recuperação rápida. Inchaço e vermelhidão podem aparecer nas áreas tratadas, mas são efeitos temporários presentes apenas nos primeiros dias após a realização dos procedimentos. Os processo de harmonização facial também não costuma impedir que o paciente siga com suas atividades diárias.

Contraindicações, pré e pós-tratamento da harmonização facial

No geral, a harmonização facial é contraindicada para gestantes e para quem:

  • possui alguma doença autoimune;
  • está passando por tratamento contra o câncer;
  • tem alguma infecção no rosto;
  • toma medicamentos imunossupressores, aqueles utilizados para para reduzir a atividade ou eficiência do sistema imunológico (eles são usados, principalmente, por quem passou por transplante — para que o organismo não rejeite o órgão transplantado);
  • está com gripe, sinusite, coriza ou  em tratamento dentário.

Contudo, assim como em procedimentos operatórios, há que se ter cuidado com o período após o processo de harmonização facial, fazer muitas aplicações de produtos no mesmo dia não costuma ser uma prática habitual.

O pré e pós-tratamento da harmonização facial, por sua vez, são bem particulares, visto que é grande a variedade de procedimentos que podem ser aplicados no rosto. Para cada situação, haverá uma preparação e um pós-tratamento diferente — essas orientações serão especificadas pelo médico em questão, e devem ser seguidas à risca pelo paciente.

É crucial, portanto, que o paciente detalhe para o profissional seu quadro atual de saúde, além de dar informações a respeito de intolerâncias e alergias, por exemplo.

Como escolher o profissional certo para realizar a harmonização facial 

Em primeiro lugar, vale pontuar que os procedimentos de harmonização facial  requerem pessoas qualificadas e experientes para sua execução. É o caso de cirurgiões plásticos, altamente habilitados a realizar procedimentos de harmonização facial – uma vez  que esses  profissionais:

  • Têm a qualificação necessária, proveniente de anos de estudo em cirurgia plástica;
  • Conhecem, detalhadamente, a anatomia da face humana — que é composta por tecidos, músculos, nervos, vasos sanguíneos, gordura, dentre outros aspectos e elementos;
  • Podem orientar o paciente sobre a técnica indicada, além de se informar sobre o quadro específico do paciente – avaliando se está apto para o tratamento;
  • Têm conhecimento aprofundado tanto a respeito da forma correta e mais eficiente de realizar as técnicas escolhidas para o paciente, quanto no que se refere aos produtos utilizados nessas técnicas — e de preferência, já possuir experiência na aplicação deles.

Esses requisitos são uma forma de reduzir as chances de alguma artéria da região facial ser indevidamente atingida ou, mesmo, de os produtos serem depositado dentro de alguma veia ou de serem utilizados em quantidades equivocadas. Situações como essas podem causar consequências como inchaço e vermelhidão exagerados, deformações e, até em casos mais graves, a necrose de pele — que é a morte das células ou do tecido orgânico.

Bem por isso, é crucial para a segurança de quem pretende submeter-se à harmonização facial, bem como para o alcance dos melhores resultados possíveis, procurar por profissionais qualificados e devidamente capacitados.

A melhor opção nesse sentido é sempre buscar por boas referências no mercado. Se esse profissional for um cirurgião plástico, por exemplo, ele deve estar inscrito no Conselho Regional de Medicina e ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Outros pontos que o paciente deve considerar na busca pelo profissional certo para realizar a  sua harmonização facial, são:

  • Quanto ao local de realização do procedimento estético: É  indispensável que a clínica em que o profissional atua ofereça um espaço impecável, principalmente quanto à higiene. Trabalhar com equipamentos modernos também é importante.
  • Quanto aos materiais e produtos usados pelo profissional: Os materiais e produtos usados na realização da harmonização facial, ou qualquer outra técnica da área, também devem ser da máxima qualidade. Produtos de baixa qualidade podem causar sérios danos à saúde do paciente, bem como gerar resultados muitos abaixo das expectativas do paciente com o procedimento.
  • Quanto à opinião de quem já realizou procedimentos estéticos com aquele profissional ou clínica: Buscar conhecer as experiências de outros pacientes nos procedimentos estéticos (se possível, na harmonização facial), está entre as melhores formas de avaliação de determinado profissional, ou clínica em questão — deve-se, inclusive, buscar saber a respeito dos dois pontos acima.

Tudo isso ajuda o paciente a encontrar o melhor profissional para realizar processos de harmonização. Reforçando: médicos devidamente capacitados para a técnica são fundamentais para manter a segurança e a saúde de quem se submete à harmonização facial — a qualificação também é essencial  para se chegar aos melhores resultados possíveis que a intervenção estética pode oferecer.

A boa notícia é que as clínicas de cirurgia plástica que fazem tratamentos estéticos, bem como seus profissionais, estão em evolução constante. Elas estão cada vez mais preparadas para dar ao paciente o que ele deseja de uma forma segura, prática, cada vez menos invasiva — e com resultados mais naturais.

E, claro que você quer segurança e eficiência na sua harmonização facial, não é mesmo? Então, venha para a clínica Dr. Garabet!

Sobre a clínica Dr. Garabet 

A  Clínica Dr. Garabet está localizada no bairro Jardim Paulista, na Zona Oeste da cidade de São Paulo (SP). O centro de tratamento estético é totalmente focado no bem-estar e conforto dos seus pacientes, bem por isso, conta com uma estrutura moderna e com ambientes adequados a cada tipo de tratamento e atendimento.

As salas onde são feitos os procedimentos, por exemplo, são equipadas com tecnologia de ponta; a sala de espera, por sua vez, também não deixa a desejar — trata-se de um espaço amplo e bastante confortável.

O Dr. Garabet Karabachian Neto (CRM SP-34897) é o especialista em cirurgia plástica que nomeia a clínica. Renomado na área, ele possui cerca de 25 anos de experiência na prática cirúrgica.

Garabet é membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética. Para qualificar-se da melhor forma possível, o cirurgião frequentou centros de excelência em cirurgia plástica, mundialmente reconhecidos. Dentre eles, está — em termos nacionais — o Instituto Ivo Pitanguy, localizado na cidade do Rio de Janeiro. Já, internacionalmente, pode-se citar:

  • A University of Miami, em Miami, nos Estados Unidos;
  • A Clínica Jaime Planas, em Barcelona, na  Espanha;
  • A Universidad Autónoma de México, na Cidade do México, capital do México; e
  • O Instituto de Cirugía Reconstructiva, em Jalisco, também no México;

Vale ressaltar que, ao longo dos seus anos de experiência no setor, o Dr. Garabet Karabachian Neto aprimorou sua técnica cirúrgica e desenvolveu um elevado senso estético. Atualmente, o médico especialista em cirurgia plástica é um dos mais requisitados cirurgiões plásticos quando o assunto é cirurgia estética.

Para quem quer conhecer de perto, a Clínica Dr. Garabet funciona de segunda à quinta-feira, das 9 às 19 horas, e, nas sextas-feiras, das 9:00 às 18 horas.

Ainda, se você ficou com alguma dúvida sobre harmonização facial, fique à vontade para entrar em contato com a Clínica Dr. Garabet, a qualquer dia ou horário. Pergunte-nos o que você quer saber ou marque a sua avaliação!

E, claro, sempre vale reforçar que procurar profissionais qualificados e capacitados para a realização de qualquer procedimento é imprescindível — tanto em termos de saúde quanto no que se refere a obter os melhores resultados possíveis que o determinado tratamento estético pode oferecer.

00