A mamoplastia de aumento é uma cirurgia plástica que visa aumentar o tamanho dos seios, e na maioria dos casos é feita através da inclusão da prótese de silicone. A vontade de se submeter a cirurgia surge nas mais diversas ocasiões, seja a perda do volume mamário após gravidez, após emagrecimento acentuado ou mastectomia, ou por questões puramente estéticas, pois muitas mulheres se sentem insatisfeitas com seus seios, seja pelo avançar dos anos, ou por questões genéticas.

Com a prótese, é possível aumentar o tamanho e a projeção das mamas, melhorar o equilíbrio do corpo e consequentemente, auxilia na autoestima. A ideia é ter uma melhora estética, mas sem prejudicar a qualidade de vida da paciente, e portanto, é importante conversar com o cirurgião sobre qual o tamanho ideal para cada tipo de corpo.

Como funciona a mamoplastia de aumento?

A idade mínima para a inclusão da prótese é em torno do quarto ano após a primeira menstruação, pois nesta época os seios atingem o tamanho definitivo.

Durante a consulta com o cirurgião plástico, é importante esclarecer todas as dúvidas e conversar francamente com o profissional sobre qual seu objetivo com a cirurgia, procurando alinhar as expectativas da paciente com um resultado favorável e realista que a cirurgia plástica pode trazer.

Após esse primeiro momento, serão solicitados exames pré-operatórios para assegurar de que a mulher está apta a realizar a cirurgia, incluindo ultrassom e mamografia. Com a aprovação do profissional, ele também avaliará qual a melhor técnica cirúrgica para cada paciente, sendo que em todas haverá uma incisão  no sulco inframamário ,ou periareolar ou na axila.

Posição submamária: a prótese é colocada entre o tecido mamário e o músculo peitoral.

Posição subfascial: ela é colocada entre a fáscia do músculo peitoral e o músculo peitoral.

Posição submuscular: colocada entre o músculo peitoral e a parede torácica.

Para a escolha de uma das técnicas será avaliada a espessura da pele e a quantidade de tecido. O desejo da paciente também é levado em consideração.

O processo cirúrgico dura em média uma ou duas horas. No entanto, a paciente ficará internada por um período de 12 a 24 horas e deverá sair do hospital acompanhada.

Nos quinze primeiros dias é importante manter os braços ao longo do corpo e não realizar esforços físicos, a partir desse período vai-se retornando gradativamente as atividades habituais. As equimoses (coloração roxa na pele) ,o inchaço ( edema) vão diminuindo, até que no terceiro mês o resultado final se estabiliza.

Vale ressaltar que é importante seguir as recomendações médicas, incluindo dormir de barriga pra cima, não carregar peso, evitar exercícios físicos por um período de um mês, utilizar medicamentos indicados pelo cirurgião, etc.

A prótese de silicone precisa ser renovada ao longo dos anos?

Não há um prazo específico para a troca das próteses atuais, mas uma revisão anual com o médico se faz necessária, enquanto a utilização de técnicas como a ressonância magnética e exames de sangue específico são indicados se houver motivos específicos.

Mulheres que realizaram a cirurgia nos anos oitenta ou noventa precisam trocar as próteses em  média  após dez anos. Isso porque elas eram mais lisas e líquidas, além de serem feitas com material de menor qualidade técnica.

Com os silicones atuais, feitos com gel coesivo, elas são texturizadas e possuem diversas camadas. Por isso a duração de tempo é maior, e deve ser trocada quando há uma indicação médica, o que reforça a importância da revisão periódica.

Outros casos para a troca incluem o aumento da flacidez, grandes variações de peso e situações em que a prótese gere rugas ou pregas na pele. Casos de acidentes ou perfurações de qualquer tipo necessita de atenção redobrada da paciente, mesmo que não haja nenhum sinal visível de problema.

 

Se interessou pelo assunto? Gostaria de saber mais sobre as próteses de silicone? Acesse o site do Dr.Garabet e confira nossos artigos sobre o tema e marque uma consulta.

 

Entenda mais sobre próteses e
saiba qual a mais adequada para seu corpo!