Você não gosta do formato do seu nariz? Ou, então, você tem alguma dificuldade respiratória? Pois, saiba que existe um procedimento que pode ser a solução para diversos incômodos — tanto estéticos, quanto funcionais, ou seja, relacionados ao mau desempenho da função respiratória. Trata-se da chamada rinoplastia. Vamos conhecê-la?

Para o que serve a rinoplastia e como é feita?

A rinoplastia, na maior parte das vezes, é feita por cirurgiões plásticos — entretanto, alguns otorrinolaringologistas também realizam o procedimento, que tem duração de até três horas e meia. A técnica precisa de sedação ou anestesia geral, e é utilizada para:

  • Mudar o tamanho ou formato do nariz; bem como a largura das narinas;
  • Realinhar o ângulo que existe entre o nariz e o lábio superior
  • Corrigir um defeito de nascença, ou problema nasal, como desvio de septo, carne esponjosa, e sinusite, por exemplo. O objetivo, aqui, é resolver problemas respiratórios.

Existem duas formas de realizar a rinoplastia. Umas delas é a chamada exorrinoplastia ou rinoplastia aberta. Aqui, a abordagem é feita através da columela, aquela região que separa as narinas. Esse procedimento é mais utilizada em casos em que há necessidade de maiores modificações estéticas no nariz. Isso porque, por meio dessa técnica, as estruturas a serem trabalhadas ficam mais expostas — já que os tecidos moles que cobrem o nariz são levantados para que ele seja remodelado.

Já, a outra maneira de realizar a rinoplastia é chamada de endorrinoplastia ou rinoplastia fechada. Ela é realizada por meio de incisões internas no nariz e é mais utilizada em casos em que a cirurgia é apenas para fins funcionais — ou seja, destinada a resolver algum incômodo respiratório — ou, ainda, quando o paciente precisa fazer pequenas modificações estéticas.

Vale salientar que é possível, e até comum, que a rinoplastia seja realizada com objetivos estéticos e funcionais ao mesmo tempo. Basta, para isso, que seja desejo do paciente, bem como se tenha indicação médica para tal prática.

Para entender melhor — etapa por etapa — sobre o procedimento cirúrgico, acesse outro de nossos conteúdos sobre o rinoplastia.

Cuidados

Os bons resultados da cirurgia dependem não só da eficiência do profissional envolvido, mas, também, dos cuidados tomados pelo paciente — tanto no pré-operatório quanto no pós-operatório.

No pré-operatório

Em geral, indica-se que o paciente:

  • Fique em jejum absoluto a partir de oito horas antes da cirurgia;
  • Não ingira cafeína a partir de 12 horas antes do processo de rinoplastia;
  • Evite bebidas alcoólicas, bem como o consumo de cigarros durante os dois dias anteriores ao procedimento;
  • Mantenha a medicação que costuma tomar, com exceção daquela que interfere na coagulação do sangue, nos sedativos, na anestesia e na adrenalina. Nesse caso, é importante informar todos os medicamentos usados habitualmente pelo paciente, para que o médico em questão possa avaliar o caso e fazer alguma restrição, se necessário;
  • Não utilize esmalte ou base nas unhas das mãos;
  • Informe a clínica responsável pelo procedimento, em caso de gripe, resfriado ou indisposição;
  • Dê preferência a levar para o hospital blusas que possam ser fechadas com botão ou zíper, para não precisar passar nenhuma veste pelo rosto;
  • Leve um acompanhante no dia da realização da rinoplastia;

No pós-operatório

Os cuidados no pós-operatório dependem muito do tipo de cirurgia que cada paciente faz. O que é comum a todos é o uso de uma espécie de placa de gesso ou plástico no nariz, por sete dias, para proteger as novas estruturas durante o início da cicatrização. Em geral, o paciente passa esses sete dias em repouso absoluto e pelo menos mais 15 dias em repouso moderado.

Também é comum a necessidade de antibióticos e anti-inflamatórios por, pelo menos, uma semana; e bastante higiene nasal com soro fisiológico.

Outras recomendações, são:

  • Retomar atividades mais intensas apenas após passado um mês da cirurgia de rinoplastia;
  • Nos primeiros três dias depois do procedimento, evitar pegar sol, vento, friagem e umidade; bem como evitar ir à praia nos primeiros 30 a 45 dias após a cirurgia;
  • Não usar óculos antes da autorização do médico;
  • Também não tentar tirar o curativo para ver o resultado antes do tempo indicado;
  • Tomar cuidado para não danificar a placa de gesso ou de plástico;
  • Ter paciência.

Resultados

É preciso estar ciente de que o inchaço causado pela rinoplastia pode levar tempo para desaparecer totalmente. O resultado da cirurgia demora um pouco para ser notado de forma completa — pode levar de seis meses para mais.

Entretanto, caso o objetivo desejado, após ver o resultado final, ainda não tenha sido alcançado, é possível fazer uma rinoplastia secundária para complementar a primeira.

Vale destacar, também, que a possibilidade de cicatrizes é baixa, visto que os cortes são pequenos e em lugares de pouca exposição.

Lembre-se, no entanto, da importância de procurar profissionais qualificados para a realização de qualquer processo. Para saber mais sobre rinoplastia, entre em contato com a Clínica Dr. Garabet — tire suas dúvidas ou marque a sua avaliação.

Baixe também nosso e-book “Rejuvenescimento íntimo”