(11) 3885-1534

Ter seios com um volume avantajado é o sonho de muitas mulheres. No entanto, volume em excesso pode ser um incômodo: ele causa dores, irritações e problemas como os vincos que ficam nos ombros por causa das alças do sutiã, que têm que sustentar muito peso.

Por isso, muitas mulheres sonham em fazer uma mamoplastia redutora. Mas você sabe para quem esse tipo de cirurgia é indicada?

Confira no texto abaixo!

Como é a mamoplastia redutora?

A mamoplastia redutora é um procedimento cirúrgico feito para reduzir o volume dos seios. O médico faz incisões nos seios da paciente para remover o excesso de gordura, pele e tecido glandular, dando um novo formato para as mamas. A anestesia utilizada na maioria das vezes é a geral.

As incisões feitas podem ser em padrão circular, em torno da aréola; em formato de T invertido; ou em formato de raquete, passando por toda a volta da aréola e indo até o sulco da mama. Essas incisões são fechadas com suturas realizadas desde as camadas profundas do tecido mamário, para dar sustentação aos seios.

Há uma diferença visível no tamanho das mamas logo após a cirurgia, mas os resultados finais só vão ficar mais aparentes quando o inchaço começar a diminuir. As cicatrizes ficam visíveis, mas sua aparência melhora com o tempo.

No período pós-operatório, é recomendado evitar esforços físicos, especialmente nas duas primeiras semanas. Além disso, a paciente não deve se deitar de lado ou de bruços, levantar os braços acima da linha do ombro e fazer movimentos muito bruscos.

Para reduzir inchaços e estimular uma boa cicatrização, é recomendado fazer sessões de drenagem linfática. Também deve-se usar o sutiã cirúrgico, por 30 dias, ou pelo tempo que o cirurgião indicar, para ajudar na sustentação dos seios sem machucá-los.

Quando apostar na mamoplastia redutora?

Já que muitas mulheres sonham em aumentar o volume dos seios, algumas pessoas se perguntam por que alguém gostaria de diminuir os seus. Mas a verdade é que a mamoplastia redutora pode resolver diversos desconfortos.

Pessoas com seios muito grandes, muitas vezes, podem se sentir desconfortáveis com a aparência – especialmente adolescentes, que muitas vezes são alvos de brincadeiras de mau-gosto na escola por causa disso.

O peso dos seios pode causar uma depressão nos ombros, onde fica a alça do sutiã, causando muito constrangimento em algumas mulheres que acabam não usando blusas de alças finas e outras roupas que mostram seus ombros. A pressão das alças também pode causar dor e machucar a pele.

Por conta do volume e do peso, seios muito grandes tendem a ser mais flácidos e pendentes, e isso não apenas deixa a aparência esteticamente desagradável para a maioria das pessoas, mas também pode causar irritações nos sulcos das mamas.

Mas as limitações causadas pelo excesso de volume são o que mais leva as mulheres a procurarem a mamoplastia redutora. Praticar atividades físicas, por exemplo, pode ser bem desconfortável para quem tem seios avantajados. As dores nas costas, pescoço e ombros causadas pelo peso dos seios também leva muitas pacientes a procurarem a cirurgia.

Se você está considerando fazer essa cirurgia, é importante prestar atenção em quatro pontos:

  1. Pode haver certa Diminuição de sensibilidade após o procedimento. Quanto mais tecido for retirado, maior será o número de nervos lesados e, portanto, maior o risco de diminuir a sensibilidade.
  2. amamentação na grande maioria dos casos não é alterada por esse procedimento, excepcionalmente pode alterar o volume de leite produzido.
  3. Pessoas de qualquer idade podem passar pela mamoplastia redutora, desde que seu desenvolvimento esteja completo – ou seja, os seios não vão mais crescer – e que tenham expectativas realistas.
  4. O resultado dessa cirurgia não é imutável. Se o peso da paciente oscilar muito, eles podem aumentar de tamanho e não diminuir novamente. Por isso, ficar de olho em seu peso e fundamental depois da cirurgia.

Se você ainda tem dúvidas se deve ou não fazer uma mamoplastia redutora, converse com um cirurgião plástico. Ele pode analisar seu caso e descobrir se esse procedimento é o melhor para satisfazer suas necessidades.

Está interessada em fazer uma mamoplastia redutora? Marque sua avaliação com o Dr. Garabet!